sexta-feira, 28 de outubro de 2011

O Povo da Foto

Documentário: O POVO DA FOTO


Clipe: O Povo da Foto

Clipe do documentário ‘O Povo da Foto’, produzido a partir da política de despersonalização adotada pelo Governo da Paraíba. Uma dessas estratégias substitui a foto oficial do governador pelas fotografias de paraibanos de várias regiões do Estado. O vídeo conta a história dessas pessoas. A peça é da HTV Produções.

segunda-feira, 24 de outubro de 2011

Paisagem do Cariri

Paisagem do cariri
O bioma do Cariri é único no mundo, e por que não é explorado pelo turismo assim commo é utilizado a paisagem australiana, africana e até o deserto chileno... não é necessário explorar a parte da pobreza e moséria, mas, mostrar que temos uma vegetação riquissima e diversa que consegue enfretar todas as adversidades e sobreviver... veja os pés de craíbeiras qie espera pela seca pra poder explodir em lindas flores.

Asley Ravel













quarta-feira, 19 de outubro de 2011

Zé Carrabé - Um Talento Monteirense


Seu Zé Carrabé é antes de tudo um grande sonhador que sonhou viver de sua arte e acreditando nisso vendeu sua casa pra gravar seu primeiro cd... a resposta não foi o esperado, mas, nem por isso ele desanima... dizem as más linguas que ele foi vender seus cds em um forró levou 10 cds e voltou com 11, alguém que havia lhe comprado um cd antes lhe devolveu... ele e seu Zé Luiz da Concertina são pessoas que tive grande prazer em registra-los por que são exemplos de artistas do povo que sonharam e persistiram no sonho mesmo não conseguindo o êxito desejado deixaram seu nome na nossa história.
No próximo ano a Karabina produçoes faz 10 anos de história e também fui um sonhador que não conseguiu o êxito desejado, mas, nem por isso deixei de sonhar, só que agora como diz a música de Engenheiros do Hawaii agora ando "com o pé no chão e a cabeça lá nas nuvens".

inté

Ravel

terça-feira, 18 de outubro de 2011

Marcelo Jeneci - Felicidade

Marcelo Jeneci é uma das novas promessas da música brasileira, é filho de pernambucano, mas, nascido na Zona Leste de São Paulo, especificamente em Guaianazes, esse clipe foi gravado na pequena cidade de Sairé onde le costumava passar suas férias. Essa música é uma parceria com Chico César com que Jeneci tocou durante algum tempo... confiram esse lindo clipe

Direção:Lucas Cirillo
Montagem: Lucas Cirillo e Ricardo Carioba.
Produção Executiva: Deborah Osborn, Gilberto Topczewski e Verônica Pessoa
Direção Geral de Projetos: Felipe Briso
Coordenação de Produção: Priscila Guida e Ana Paula Verissimo
Fotografia: Pedro Mafei
Som direto: Luciano Raposo
Produção local: Dilma, India, Edilene e Ingrid Farias
Coordenação de Finalização: Daniel Amaro
Colorista: Alex Yoshinaga
Arte Grafica e Efeitos Visuais: Ricardo Filomeno
Sound Design: Edu Hamerschlak (Fine Tuning)
Assistente de finalização e montagem: Felipe Ino

Elenco: Carlos Bezerra da Silva, Ivonete Maria da Silva, Rita Bezerra da Silva, Ermirio dea Silva, Maria de Lourdes da Silva

Realização: bigBonsai , Pessoa Produtora e Som Livre

Filmado em Julho de 2011 em Sairé - PE - Brasil.
Gram

Fui dois shows dessa banda quando estava em São Paulo, um deles promovido pela Rádio Mix que tinha ainda Los Hermanos e Detonautas... essa banda tinha tudo pra ser uma das grandes bandas brasileiras, mas, quando lançaram o segundo cd logo acabaram a banda não se sabe o porquê...

Vídeo: o eletrizante ‘teaser’ do filme “Corações Sujos”, baseado no best-seller de Fernando Morais

Amigos, não percam o eletrizante teaser de um filme que deve fazer sucesso: Corações Sujos, do diretor Vicente Amorim. O filme se baseia no livro best-seller do mesmo título do jornalista e escritor Fernando Morais, publicado em 2000 e contando a pouco conhecida, mas terrível história de uma organização secreta, a Shindo Remnei, formada dentro da colônia japonesa por fanáticos que aterrorizaram seus compatriotas e descendentes ao negar a derrota do Japão na II Guerra Mundial, chegando a matar, como traidores, quem admitia a verdade.
O filme vai inaugurar, no próximo dia 7 de julho, o Festival de Cinema de Paulínia (SP), e será lançado em outubro nos cinemas.
Confiram o vídeo e, mais abaixo, outros links interessantes ligados ao filme.



Veja Abril

segunda-feira, 17 de outubro de 2011

10 PASSOS PARA SE CONSTRUIR UM PAÍS IDIOTA

Dejinha de Monteiro - Extra do DVD

Zabé da Loca - Um Fenômeno POP




Zabé da Loca - Um Fenômeno POP

É ainda impressionante pra mim ver como a mídia sai de São Paulo, Rio de Janeiro e qualquer lugar do Brasil pra vir entrevistar e conhecer um pouco mais da vida de Zabé da Loca a nossa maestrina. Uma mulher guerreira que nascida em um lugar árido lutou para sobreviver e criar seus filhos nas condições mais adversas possiveis.
Primeiro como a grande maioria dos habitantes mais velhos de Santa Catarina, Zabé também veio de outras "bandas" como se diz... por exemplo... Seu João de Amélia é da região de Garanhuns, Bereta veio do Ceará e  muitos dos habitantes do Assentamento Santa Catarina encontrou seu abrigo e um lugar onde todos foram bem acolhidos e adaptados.
Entre o pife e a enxada não se sabe qual entrou primeiro na vida de Zabé que desde pequena aprendeu a labuta do roçado e talvez por isso o pife servia pra aliviar o cansaço e distrair um pouco a mente quando chegava em casa e seu irmão Aristides lhe ensinava algumas notas musicais. Quem iria imaginar que depois de quase 70 anos aquela já senhorazinha com jeito frágil chegaria a um sucesso que até bandas com monte de mulheres nuas sonha em chegar... disputar um premio "revelação da música brasileira" aos 85 anos de idade no meio da nata da mpb e artistas de todos os quilates e a atenção da mídia e das celebridades...
Zabé é ainda a mesma pessoa com ou sem prêmios e homenagens e lhe recebe em sua casa, oferece um cafezinho que ela mesma faz, brinca com quem chega, acende seu cigarro e não importa se você chega de carro ou de bicicleta pra ela isso nada importa, ela nos sorri e você se sente a vontade pra conversar, pra interromper seu ritual diário de acordar cedo, como todo bom agricultor, de fazer um café, ficar sentada no seu tamborete e ver o tempo passar já que não precisa mais trabalhar... tem o corpo cansado, mas, uma alma cristalina... "Zabé sofreu muito pra criar seus filhos" isso nos disse a saudosa Dona Rosa que conheceu Zabé ainda criança e foram amigas na lida e nas festas que iam... quando o marido de Zabé morreu ela tinha os dois filhos ainda pequenos e como ela nos conta "eu cavava um buraco no chão e deixava eles dentro" e um cuidava do outro enquanto ela trabalhava pra conseguir o pouco possível para sobreviver...
Eu como admirador de Dona Zabé da Loca ainda quero vê-la chegar aos 100 ainda com sua serenidade fazendo suas brincadeiras e suas mungangas pra gente rir e dizendo seus bordões: "queima" ou "ó eu com medo dela"... não gosto de ver tanta gente indo lá visita-la só pra tirar uma foto e dizer que conheceu Zabé da Loca, gosto de ver a pessoa ir lá conhecer Zabé da Loca, mas, escutar sua música no seu carro, em casa e difundir essa tradição que está cada vez mais dificil de se escutar... você não consegue aspirador a cultura e essência daquela região escutando essas bandas de forró de plástico... a essência de lá é Zabé, é a Mazurca, é Bereta, é ouvir um poema de seu Espedito de Mocinha:
Eu nasci e me criei
Aqui nesse pé de serra
Sou filho nato da terra
Daqui nunca me ausentei
Estudei não me formei
Porque meu pai não podia
Jesus filho de Maria
De mim se compadeceu
E como presente me deu
Um crânio com poesia...

Essa é a essência de lá do Tungão e como diz River Douglas: "A loca é mágica"...

Asley Ravel

Zabé! Da Loca pro Mundo.


Ps- Pretendo fazer um doc sobre Zabé com o nome do vídeo que fiz só que com mais abrangencia se alguém estiver interessado em apoior ou co-produzir entre em contato pelo e-mail: ravel.carabina@gmail.com

sábado, 15 de outubro de 2011

Ariano Suassuna no programa Provocações de Antônio Abujanra

Esse é um dos melhores programas de entrevistas de grandes pensadores do Brasil
Sheik Tosado - Repente Envenenado
Essa era a banda do china que apresenta o programa Na Brasa na MTV, nessa época o bicho arrepiava nos vocais do sheik, mas nem sei porque a banda acabou, assim comom também o Mestre Ambrósio que também era da mesmo época junto com uma outra chamada Cascabulho, dessa época  só sobrou o Devotos, Mundo Livre S.A. e a Nação Zumbi.

quinta-feira, 13 de outubro de 2011

 Zizek: o casamento entre democracia e capitalismo acabou


O filósofo e escritor esloveno Slavoj Zizek visitou o acampamento do movimento Ocupar Wall Street, no parque Zuccotti, em Nova York e falou aos manifestantes. “Estamos testemunhando como o sistema está se autodestruindo. "Quando criticarem o capitalismo, não se deixem chantagear pelos que vos acusam de ser contra a democracia. O casamento entre a democracia e o capitalismo acabou".

Todos conhecemos a cena clássica do desenho animado: o coiote chega à beira do precipício, e continua a andar, ignorando o fato de que não há nada por baixo dele. Somente quando olha para baixo e toma consciência de que não há nada, cai. É isto que estamos fazendo aqui.

Estamos a dizer aos rapazes de Wall Street: “hey, olhem para baixo!”

Em abril de 2011, o governo chinês proibiu, na TV, nos filmes e em romances, todas as histórias que falassem em realidade alternativa ou viagens no tempo. É um bom sinal para a China. Significa que as pessoas ainda sonham com alternativas, e por isso é preciso proibir este sonho. Aqui, não pensamos em proibições. Porque o sistema dominante tem oprimido até a nossa capacidade de sonhar.
(...)
Não somos comunistas, se o comunismo significa o sistema que entrou em colapso em 1990. Lembrem-se que hoje os comunistas são os capitalistas mais eficientes e implacáveis. Na China de hoje, temos um capitalismo que é ainda mais dinâmico do que o vosso capitalismo americano. Mas ele não precisa de democracia. O que significa que, quando criticarem o capitalismo, não se deixem chantagear pelos que vos acusam de ser contra a democracia. O casamento entre a democracia e o capitalismo acabou.

Texto Completo: Carta Maior

quarta-feira, 12 de outubro de 2011

terça-feira, 11 de outubro de 2011

Bastinho dos 8 Baixos

Bastinhos dos 8 Baixos

Mais uma vez Marco di Aurélio emergiu no Cariri buscando a nossa cultura que fica submersa das nossas vistas cansadas da mesmice da tv e das rádios e dessa vez ele registrou pela série "Tesouros do Cariri" o Bastinho dos 8 Baixos.
Uma fera no fole. Filho de Serra Branca, de uma família de musicistas muito bem afinada.

As imagens foram gravadas no Sítio Caboclo, do seu amigo José Leonardo, da Pousada Itamorotinga lá de Serra Branca.

Em breve ele estará registrando outros artistas que carecem de serem vistos por todo o mundo, pra que seu grito seja ouvido por todos, chega do jabá, a verdadeira cultura e esses nossos grandes artistas muitas vezes anônimos não precisam disso, precisam serem registrados de forma digna e igualitaria.

segunda-feira, 10 de outubro de 2011



Bastinhos dos 8 Baixos

Mais uma vez Marco di Aurélio emergiu no Cariri buscando a nossa cultura que fica submersa das nossas vistas cansadas da mesmice da tv e das rádios e dessa vez ele registrou pela série "Tesouros do Cariri" o Bastinho dos 8 Baixos.
Uma fera no fole. Filho de Serra Branca, de uma família de musicistas muito bem afinada.

As imagens foram gravadas no Sítio Caboclo, do seu amigo José Leonardo, da Pousada Itamorotinga lá de Serra Branca.

Em breve ele estará registrando outros artistas que carecem de serem vistos por todo o mundo, pra que seu grito seja ouvido por todos, chega do jabá, a verdadeira cultura e esses nossos grandes artistas muitas vezes anônimos não precisam disso, precisam serem registrados de forma digna e igualitaria.

quarta-feira, 5 de outubro de 2011

Manuel Izídio
Aos 84 anos de idade seu Manuel Izidio relembra seus aureos tempos de poesia e fala de Pinto do Monteiro, Firmo Batista e muitos outros.
Mormaço - Zé Ramalho e Paralamas

Mais uma vez o nosso conterrâneo Totonho leva o nome de Monteiro para o mundo dessa vez no clipe de Zé Ramalho e Paralamas... fiquei muito orgulhoso de ver o nosso cabra Totonho pronunciando o nome Monteiro

terça-feira, 4 de outubro de 2011

Pitombeira da minha infância

















Pitombeira da Minha Infância
Minhas idas a Pitombeira seguem o mesmo ritual de sempre, junto minha câmera, tripé, netbook, e meus muleques e vamos passar o final de semana no e sitio e ter uns dias de paz... pegamos um ônibus lotado já que era começo de mês e seguimos vendo a paisagem seca dessa época do ano... lá encontramos um panorama que há muitos anos não encontrava, a comunidade estava celebrando a festa do nosso padroeiro São Miguel, festa essa dos meus primeiros anos de infância e que foi sendo praticamente extinta como o reisado de seu João Miudo e e as presepadas de Zé de Deca que era pessoa queridissima da comunidade e após a morte desses dois o reisado acabou-se a ponto de não restarem nem lembranças de como eram as musicas...

Fiquei muito feliz ao ver que esse ano dona Iris e Zé Claudio organizaram toda aquela festa com o apoio da comunidade que doou dezenas de galinhas, perus, vários bodes, bolo, jerimum e com o que pôde... até Chico Camalau ajudou na reforma da igreja... na novena tinha pessoas de Monteiro, de Paulo Afonso, de Camaçari e de varios sítios circunvizinhos... essa festa sempre fez parte da nossa identidade religiosa e agora vemos padre Carlinhos celebrando a missa de São Miguel orgulhoso na nossa comunidade que tem uma das capelas mais antigas do municipio...

A arrematação foi espetacular só Toinho de Nequinho comprou uns 10 bodes, a prefeita Edna Henrique e o Deputado João Henrique também marcaram presença e a comunidade pareceu reviver seus tempos de glória... feliz dia de São Miguel a todos os conterraneos pitombeirenses e aos que se sentem em casa estando por lá... eu antes de ser monteirense, ou paraibano ou nordestino sou com orgulho da PITOMBEIRA!

Asley Ravel